Sugestões de leitura

ADORNO, Sérgio, “Crime, justiça penal e igualdade jurídica: os crimes que se contam no tribunal do júri.” REVISTA USP. São Paulo, 21: 133-51. Mar./mai. 1995.

ADORNO, Sérgio, Conflitualidade e violência. Reflexões sobre anomia na contemporaneidade. Revista TEMPO SOCIAL, 10 (1): 19-47, maio de 1998b.

ADORNO, Sérgio. “Consolidação Democrática e políticas de segurança pública no Brasil: rupturas e continuidades.” In Zaverucha, Jorge (org.) Democracia e instituições políticas Brasileiras no final do século XX. Recife. Bagaço. 1998a.

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer: o poder soberano e a vida nua. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2002.

ALVAREZ, Marcos César. Bacharéis, criminologistas e juristas no Brasil (1889-1930). São Paulo: Ibccrim, 2003.

ANCEL, Marc. A nova defesa social. Rio de Janeiro: Forense, 1979.

ANDRADE, Vera Regina Pereira de. A Ilusão de segurança jurídica: do controle da violência à violência do controle penal. Porto Alegre: livraria do advogado, 1997.

ARANTES, Rogério Bastos. Judiciário e Política no Brasil. Editora Sumaré, São Paulo, FAPESP, EDUC, 1997.

ARENDT, Hannah. On violence. New York. A Harvest book. 1970.

BARATTA, Alessandro. Criminologia crítica e crítica do direito penal: introdução à sociologia do direito penal. Rio de Janeiro: Freitas Bastos/ICC, 1999.

BATISTA, Vera Malaguti. Difíceis ganhos fáceis: drogas e juventude no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Revan, 2003.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização. As conseqüências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1999.

BAUMAN, Zygmunt. Vidas Desperdiçadas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006.

BAYLEY, David H. What works in policing. Readings in crime and punishment. Oxford: Oxford University Press. 1998.

BECK, Ulrich. Liberdade e capitalismo. São Paulo: Unesp, 2003.

BENEVIDES, Maria Victoria. O Governo Kubitschek. Desenvolvimento econômico e estabilidade política, 1956-1961. Paz e Terra, Rio de Janeiro, 1979.

BODY-GENDROT, Sophie. Les Villes face à l’insecurité. Des guethos américains aux banlieues françaises. Paris: Bayard. 1998.

BRETAS, Marcos Luiz. Ordem na cidade. O exercício cotidiano da autoridade policial no Rio de Janeiro (1907-1930) Rio de Janeiro: Rocco. 1997.

BRODEUR, Jean-Paul. “Police de proximité et citoyenneté en Amérique du Nord” in Les dilemmes de la proximité. Cahiers de la Sécurité Intérieure. Numéro 39, premier trimestre, 2000.

CALDEIRA, César, Segurança Pública e cidadania: as instituições e suas funções no Brasil pós-Constituinte. Archè, ano III (9), 1994.

CALDEIRA, César. “Segurança Pública e seqüestros no Rio de Janeiro (1995-1996)”, Tempo Social, Rev. Sociol. USP, ano 9 (1): 115-153, maio de 1997.

CALDEIRA, Teresa Pires do Rio. Cidade de muros. Crime, segregação e cidadania em São Paulo. São Paulo. Edusp/Editora 34. 2001.

CARDIA, Nancy. Atitudes, Normas Culturais e Valores em relação à violência. Brasília. Ministério da Justiça - Secretaria de Direitos Humanos. 1999.

CARVALHO, José Murilo de (1981) A construção da ordem. A elite política imperial. Brasília EDUNB. Coleção temas brasileiros, vol.4.

CARVALHO, Salo de. Pena e garantias. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 2003.

CERQUEIRA, Carlos Magno Nazareth, Questões práticas de segurança pública: o governo Brizola. 12/ junho/1997.

CERQUEIRA, Carlos Magno Nazareth, Questões preliminares para a discussão de uma proposta de diretrizes constitucionais sobre a segurança pública. 3a versão preliminar, 12/junho/1997.

CERQUEIRA, Carlos Magno Nazareth. Políticas de segurança pública para um estado de direito democrático chamado Brasil. Discursos Sediosos, ano 1 (2): 191-211, 2° semestre, 1996.

CHEVIGNY, Paul. Edge of the Knife. Police violence in the Americas. New York: The New Press. 1995.

COELHO, Edmundo Campos. A oficina do Diabo. Rio de Janeiro, editora Espaço e Tempo, 1987.

COSTA, Jurandir Freire. Violência e psicanálise. 2a. edição. Rio de Janeiro: Graal, 1986.

D’ARAUJO, Maria Celina. O segundo governo Vargas 1951-1954: democracia, partidos e crise política. Zahar, Rio de Janeiro, 1982.

DALLARI, Dalmo de Abreu. O poder dos juizes. São Paulo: Editora Saraiva. 1996.

DA MATTA, Roberto (1982) "As raízes da Violência no Brasil" in PINHEIRO, Paulo Sérgio. A violência brasileira. S.Paulo. Brasiliense.

DAMON, Julien. Les Incivilités. Problèmes politiques et sociaux. Dossiers d’actualité mondiale. Número 836, março de 2000.

DOTTI, René Ariel. Bases e alternativas para o sistema de penas. São Paulo, Revista dos Tribunais, 1998.

FAORO, Raymundo, Os Donos do Poder. Formação do patronato político brasileiro. Editora Globo, RS. 1958. 2Vols.

FARIA, José Eduardo. (org.) Direito e Justiça. A função social do Judiciário. São Paulo, Ed. Ática. 1997, 3ª edição

FAUSTO, Boris (1977) Trabalho urbano e conflito social. 1890-1920. São Paulo. Difel

FAUSTO, Boris, (1984) Crime e cotidiano. A criminalidade em São Paulo 1880-1924. São Paulo. Brasiliense

FLORY, Thomas (1986) El Juez de paz y el jurado en el Brasil Imperial, 1808-1871. Control social y estabilidad política en el nuevo Estado. Mexico. Fondo de Cultura Economica.

FOUCAULT, Michel La Verdad y las Formas Juridicas. Barcelona: Gedisa. 1980.

FOUCAULT, Michel, Soberania e Disciplina. In Microfísica do Poder. 5a. Edição. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

FRANCO, Maria Sylvia de Carvalho. Homens livres na ordem escravocrata. 3ª Edição. São Paulo: Kairós. 1983.

FREITAS, Wagner Cinelli de Paula. Espaço Urbano e Criminalidade: lições da Escola de Chicago. São Paulo. Ibccrim, 2002.

GARLAND, David. Punishment and modern society. A study in social theory. Oxford: Clarendon Press. 1995.

GIDDENS, Anthony. A transformação da intimidade. Sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. São Paulo: Editora da Unesp, 1993.

GORDON, Colin. “Governmental rationality: an introduction.” In Burchell, Graham & Gordon, Colin & Miller, Peter (eds.) The Foucault effect: studies in governmentality. Chicago: University of Chicago Press. 1991.

GORGEON, Catherine; ESTÈBE, Philippe; LÉON, Hervé. “De la prévention sociale à la tranquilité publique: glissement sémantique et renouveau de l’action publique” in Les dilemmes de la proximité. Cahiers de la Sécurité Intérieure. Numéro 39, premier trimestre, 2000

GOULART, José Alípio. Da Palmatória ao Patíbulo: Castigos de escravos no BrasiL. Rio de Janeiro, Conquista. 1971.

HAGEN, Acácia Maria Maduro. O Trabalho Policial. Estudo da Policia Civil do Estado do Rio Grande do Sul. São Paulo: Ibccrim, 2006. Coleção Monografias 39.

HOLANDA, S. B. História Geral da Civilização Brasileira. Difel, 1978. HOLANDA, Sérgio Buarque de (1956) Raízes do Brasil. Rio de Janeiro. José Olímpio. 3. Edição.

HOLANDA, Sérgio Buarque de, (1985) O Brasil monárquico. História Geral da Civilização Brasileira. Tomo II, Quinto Volume. São Paulo. Difel. 4a. edição

HOLANDA, Sérgio Buarque de, (1992) Visão do paraíso. Os motivos edênicos no descobrimento e colonização do Brasil. São Paulo. Brasiliense

HOLANDA, Sérgio Buarque de, (1994) Caminhos e fronteiras. São Paulo. Cia. das letras

HUNT, Alan & WICKHAM, Gary. Foucault and Law. Towards a sociology of Law as Governance. London: Pluto Press. 1994.

KOERNER, Andrei. Judiciário e Cidadania na Constituição da República Brasileira. SP, Ed. HUCITEC, Depto de Ciência Política da FFLCH/USP. 1998.

KOERNER, Andrei, Habeas-Corpus, Prática Judicial e Controle Social no Brasil (1841-1920). SP, Ed. do IBCCrim. 1999.

LAMOUNIER, Bolivar, WEFFORT, F, BENEVIDES, M (Orgs.). Direito, Cidadania e Participação. T.A. Queiroz, São Paulo, 1981.

LEMGRUBER, Julita. Projeto: Arquitetura institucional do sistema único de segurança pública. MJ. Secretaria Nacional de Segurança Pública. 2003.

LIMA, Roberto Kant de “Cultura Jurídica e Práticas Policiais: a tradição inquisitorial”. Revista Brasileira de Ciências Sociais. 10(04). 1989.

LOVE, Joseph (1982) A locomotiva. São Paulo na federação brasileira. 1889-1937. Rio de Janeiro. Paz e Terra.

MALHEIRO, Perdigão (1976) A escravidão no Brasil - ensaio histórico, jurídico, social. Petrópolis, Vozes/INL. (1a. ed. 1867)

MÉNDEZ, Juan E., O’DONNELL, Guilhermo, PINHEIRO, Paulo Sérgio (eds) The (Un) Rule of Law & the Underprivileged in Latin America. Indiana. University of Notre Dame Press. 1999. MICHAUD, Yves. A violência. São Paulo: Ática, 1989.

MISSE, Michel., LIMA, Roberto Kant de, MIRANDA, Ana Paula M. Violência, criminalidade, segurança pública e justiça criminal no Brasil: uma bibliografia. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, n.50: 45-123, 2. sem. 2000.

MONJARDET, Dominique “Questionner les similitudes: à propos d’une étude sur la police” Sociologie du Travail, 2-89 pp.193-204. 1989.

MUAKAD, Irene Batista. Prisão Albergue: reintegração social, substitutivos penais, progressividade do regime e penas alternativas. São Paulo: Atlas, 1998.

NABUCO, Joaquim (1938) O Abolicionismo. São Paulo / Rio de Janeiro. CEN / Civilização Brasileira

NABUCO, Joaquim (1975) Um Estadista do Império. Rio de Janeiro. Nova Aguilar. 2. vols

NEME, Cristina. A Instituição Policial na Ordem Democrática: o caso da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Dissertação de Mestrado, USP, janeiro 2000

O’DONNELL, Guillermo. “Polyarchies and the (Un)rule of law in Latin America: a partial conclusion” in Méndez, Juan E., O’Donnell, Guilhermo, Pinheiro, Paulo Sérgio (eds) The (Un) Rule of Law & the Underprivileged in Latin America. Indiana: University of Notre Dame Press. 1999.

O’DONNELL, Guillermo. Contrapontos Autoritarismo e Democratização . São Paulo. Editora Vértice. 1988.

OCQUETEAU, Frédéric. “A expansão da segurança privada na França. Privatização submissa da ação policial ou melhor gestão da segurança coletiva?” Tempo Social. Revista de Sociologia. Usp. São Paulo, 9 (1). Maio de 1997.

OLIVEIRA, Edmundo. O futuro alternativo das prisões. Rio de Janeiro: Forense, 2002.

PAIXÃO, Antonio Luiz. "Crime, controle social e consolidação da Democracia" in REIS, Fábio Wanderley & O'DONNEL, Guilhermo. A Democracia no Brasil. Dilemas e perspectivas. São Paulo. Vértice/Revista dos Tribunais. 1988.

PAOLI, Maria Célia P. M. Violência e Espaço Civil. in PINHEIRO, Paulo Sérgio. A violência brasileira. São Paulo. Brasiliense, 1982.

PASTANA, Débora Regina. Cultura do medo: reflexões sobre violência criminal, controle social e cidadania no Brasil. Ibccrim, 2003.

PERETTI-WATEL, Patrick. “L’inscription du sentiment d’insécurité dans le tissu urbain” in Les dilemmes de la proximité. Cahiers de la Sécurité Intérieure. Numéro 39, premier trimestre, 2000

PIERUCCI, Antônio Flávio. “A direita e a diferença: o dado empírico” in Ciladas da diferença. São Paulo. Editora 34. 1999.

PINHEIRO, Paulo S. “O passado não está morto: nem passado é ainda” In Dimenstein, G. Democracia em pedaços – Direitos Humanos no Brasil, São Paulo, Companhia das Letras. 1996a.

PINHEIRO, Paulo S. ”Direitos Humanos no Brasil: perspectivas no final do século” IN Cinqüenta Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, Konrad-Adenauer-Stiftung, Centro de Estudos, Revista Pesquisa, No.11. 1998a.

PINHEIRO, Paulo S. ”O controle do Arbítrio do Estado e o Direito Internacional dos Direitos Humanos” In: Direitos Humanos no Século XXI, Instituto de Pesquisa de Relações Internacionai/IPRI, Fundação Alexandre de Gusmão, Brasília, 1998.

PINHEIRO, Paulo Sérgio. ‘’Passado contínuo: transições políticas e continuidades na República’’. in SACHS, Ignacy, WILHEIM, Jorge e PINHEIRO, P. S. Brasil: um século de transformações. Companhia das Letras, São Paulo, 2001.

PINHEIRO, Paulo Sérgio. “The rule of Law and the Underprivileged in Latin America: introduction.” In MÉNDEZ, Juan E., O’DONNELL, Guillermo, PINHEIRO, Paulo Sérgio (eds) (1999) The (Un) Rule of Law & the Underprivileged in Latin America. Indiana. University of Notre Dame Press. 1999.

RAUTER, Cristina. Criminologia e subjetividade no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 2003.

REIS, Fábio Wanderley & O'DONNEL, Guilhermo. A Democracia no Brasil. Dilemas e perspectivas. São Paulo. Vértice/Revista dos Tribunais. 1988.

RODRIGUES, Anabela Miranda. Novo olhar sobre a questão penitenciária: estatuto jurídico do recluso e socialização, jurisdicionalização, consensualismo e prisão. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2001.

SALLA, Fernando. As prisões em São Paulo. 1822-1940. São Paulo: Annablume. 1999.

SALVATORE, Ricardo, Aguirre, Carlos e Joseph, Gilbert. Crime and punishment in Latin América. Durham & London: Duke University, 2001.

SANTOS, José Vicente Tavares dos. “Por uma sociologia da conflitualidade no tempo da globalização” in Violências no tempo da globalização. São Paulo: Hucitec, 1999.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Cidadania e justiça. A política social na ordem brasileira. Rio de Janeiro: Campus. 1979

SAPORI, Luís Flávio & Wanderley, Cláudio Burian. A relação entre desemprego e violência na sociedade brasileira: entre o mito e a realidade. A Violência do cotidiano. Cadernos Adenauer, II (01), 2001.

SINHORETTO, Jacqueline. Os justiçadores e sua justiça. Linchamentos, costume e conflito. São Paulo: Ibccrim, 2002.

SKOLNICK, Jerome & BAYLEY, David H. Community policing: issues and practices around the world. Washington. National Institute of Justice. 1988.

SOARES, Luiz Eduardo. Meu casaco de general. Quinhentos dias no front da Segurança Pública do Rio de Janeiro. São Paulo. Cia. Das Letras. 2000.

STENNING, Philip C. (org) Accountability for criminal justice. Selected essays. Toronto: University of Toronto Press. 1995

THOMPSON, Augusto. A questão penitenciária. Petrópolis: Vozes, 1976.

VELHO, Gilberto & ALVITO, Marcos (org) Cidadania e violência. Rio de Janeiro: FGV Editora, 1996.

WACQUANT, Loïc, Os condenados da cidade: um estudo sobre marginalidade avançada. Rio de Janeiro: Editora Revan, 2001.

WACQUANT, Loïc. 2004. Deadly Symbiosis: Race and the Rise of Neoliberal Penality. Cambridge: Polity Press, 2004.

WEFFORT, Francisco. O populismo na política brasileira. Paz e Terra, Rio de Janeiro, 1978.

WIEVIORKA, Michel. “O novo paradigma da violência”. Tempo Sócia, Revista de Sociologia. São Paulo. 9 (1). 1997.

ZALUAR, Alba, “Crime, medo e política” in Zaluar, Alba e Alvito, Marcos. (orgs) Um século de favela. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 1999, 2a. edição.

ZALUAR, Alba, “Um debate disperso: violência e crime no Brasil da redemocratização” São Paulo em Perspectiva. Revista da Fundação Seade. 13 (3). 1999.

ZALUAR, Alba, Masculinidades, crises e violências. In Integração perversa: pobreza e tráfico de drogas. Rio de Janeiro: FGV editora, 2004b.

ZALUAR, Alba, Sociabilidade, institucionalidade e violência. In Integração perversa: pobreza e tráfico de drogas. Rio de Janeiro: FGV editora, 2004a.

ZALUAR, Alba, Violência e Crime. in: MICELI, S. (org), O que ler na ciência social brasileira (1970-1995). Vol. 1 – Antropologia. São Paulo: Editora Sumaré: ANPOCS; Brasília: CAPES, p. 13-107. 1999.

 

Voltar: